Finanças e pandemia- se o mundo parou e as contas não, o que podemos fazer?

Compartilhe esse post

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

O Brasil vinha em lenta recuperação de postos de trabalho formais e muitas pessoas conseguiram, com muito esforço, organizar um pouco as finanças com atividades informais. Essas pessoas, com certeza serão muito afetadas pela pandemia do Coronavírus.

Como as medidas adotadas pelo governo ainda estão sendo estudadas, muitas pessoas diante desse cenário de incerteza, já estão procurando solução para os próximos meses. Então, é importante pensar quais opções poderiam servir para auxiliar na organização de um orçamento.

1) Antes do desespero, reflita!

Nós sabemos que se a situação estava difícil antes e a pandemia só fez agravar a situação, mas antes de entrar em desespero, pense bem e tente organizar as prioridades financeiras. Se as crianças terão de ficar em quarentena, uma medida é verificar quais gastos imediato podem ser cortados ou terem prazos negociados.

Segundo, planejar bem as compras, organizar a rotina, esclarecer que apesar de estarem em casa, não estão de férias e por isso, alimentar-se sem exageros é importante. Se você tem filhos pequenos, ter essa conversa pode ser difícil, mas explicar as razões reais para determinadas regras é a melhor maneira de fazer com que eles colaborem.

2) Negocie com antecedência

Não deixe o prazo de pagamento chegar para procurar uma solução. Se você paga aluguel ou possui outras dívidas com pessoas físicas, marque um horário e ligue para explicar a situação. Talvez não consiga cumprir o prazo, peça extensão. Talvez, não consiga pagar 100% do valor, mas conseguirá pagar um terço, enfim, se planeje e converse com antecedência. A tendência é que com boa vontade das duas partes (devedor e credor), seja possível entrar em um acordo para os próximos meses, até que a situação geral, esteja mais estável.

3) Financiamentos e prestações com bancos

O Conselho Monetário Nacional (CMN) determinou que grandes bancos como Caixa, Itáu, Bradesco e Santander, atendam os clientes que pedirem prazo de até 60 dias para empréstimos e prestações adquiridas anteriormente.

Vale para financiamentos de imóveis e automóveis, e em alguns casos para empréstimos pessoais. Na Caixa Econômica Federal, até pessoas com até 2 parcelas em atraso poderão se beneficiar. Essa medida, pode garantir um fôlego para que você use o seu dinheiro em prioridades mais urgentes nesse momento.

4) Empréstimos e financiamentos

Nesses momentos de tanta incerteza, caso esteja pensando nessa possibilidade é bom calcular bem, tendo o cuidado de fazer uma projeção para pelo menos 90 dias. Converse com outras pessoas e tenha o cuidado de pedir orientação do seu gerente, as linhas de crédito oferecidas por aplicativos, geralmente, não são a melhor opção na taxa de juros. Fique atento!

Nós do Instituto Eu Consigo, sabemos que para muitos, ainda sem emprego, essas medidas são de pouca ajuda, já que a necessidade real é trabalho e geração de renda. Ainda assim, achamos válido compartilhar, para que pelo menos nesse período difícil para todos, uma parte do dinheiro disponível seja usado para gastos urgentes como alimentação e moradia.

Garantindo primeiramente, a proteção e não infecção por conta do vírus. Em segundo plano, priorizar as soluções para organizar um orçamento financeiro para os próximos meses que certamente serão difíceis.

Compartilhe esse post

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Milena Knapik

Milena Knapik

Deixe seu comentário

Veja o conteúdo que poderá te ajudar na recolocação

Por que pré-requisitos exagerados não geram indignação como o programa de Trainee da Magazine Luiza provocou na última semana?

Imagino que você já tenha lido em algum anúncio de processos seletivos exigências de pré-
requisitos quase impossíveis de encontrar, uma busca pelo candidato perfeito.

Vagas de Estágio que exigem experiências, conhecimentos técnicos. O que foge totalmente
do objetivo do estágio, que deveria servir como aprendizado prático para atividade
profissional do ainda estudante, convém lembrar.

Ler mais »

Sobre nós

O Instituto Eu Consigo é uma instituição sem fins lucrativos que visa auxiliar, através de assessorias e orientações gratuitas, pessoas desempregadas em busca de recolocação no mercado de trabalho.

Curta nossa página